Rodeo e San Juan

Bom Dia Universo!

Viajamos 14 dias pelo centro-oeste da Argentina: San Juan, Rodeo, Pismanta, Dique Cuesta Del Viento e Ullum, lugares pouco visitados por turistas e até mesmo por argentinos.

A viagem foi de carro saindo de Buenos Aires dia 24 de agosto. 1100 km nos separavam de San Juan. 16 horas de viagem com uma dormida de 4 horas em posto de gasolina. Apenas 1 policial nos parou e de forma gentil nos deixou seguir.

A cidade é bem receptiva. Ficamos na casa de uma amiga. Diversos conhecidos e amigos nos convidaram para ótimos assados e para tomar os bons vinhos da região. Recomendo fortemente a Bodega El Milagro que fica em Albardón, 12 km de San Juan com seus vinhos de Cosecha Tardia naturalmente doces.

Nos arredores, o dique de Ullum é obrigatório. É possível ir de ônibus e curtir o lindo visual. A trilha do Cerro das 3 marias é tranquila para iniciantes. Prepare a câmera e se estiver calor, meta-se nas águas.

Rodeo fica a 200 km de San Juan. Há linhas de coletivos regulares, fomos de carro pela rota 149, com um visual incrível. No entanto, ela chega aos 2600 metros em seu trecho mais alto e pode enjoar um pouco. Rodeo deve ter uns 6 ou 7 habitantes haha! Brincadeira, mas é de fato uma vila com uma população bem reduzida. Possui 3 rádios locais e alguns restaurantes. O circuito mundial de Kitesurf rola por lá em fevereiro. A cidade se enche. De clima seco, chuva por lá é ouro. O vento constante garante a diversão no dique Cuesta del Viento.

Cada minuto por lá vale a pena. Pouco turística, a região se mantém autêntica com costumes bem interioranos. Não há muito pressa, a hora da sesta dura incríveis 4 horas das 13h às 17h. A punta de espalda é o corte tradicional, delicioso e raro de encontrar em outro lugar. O doce de Alcayota (abóbora-chila) é uma iguaria doce típica de região.

Ainda dentro da cidade, a palmeira de dois troncos é única no mundo! Praças bonitas, asséquias e monumentos completam a obra. Está pra ser inaugurado em outubro um dos maiores teatros da Argentina por lá.

A região vai fazer parte do futuro corredor bioceânico que vai conectar o Chile (La Serena) a Porto Alegre de forma direta. Ótima opção pra quem quer conhecer um lugar ainda não tão explorado.

By Lucas Ramalho

Anúncios

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s