Bósnia e Herzegovina

O Mundo em Fotopoesia: Bósnia e Herzegovina
Seguindo pelos Balcãs, cheguei a Bósnia. É um país de maioria muçulmana que sofreu muito com a guerra contra a Sérvia na década de 90. O famoso cerco de Sarajevo pelas tropas sérvias foi o mais longo da história moderna. A capital que é rodeada de montanhas ficou cercada por quase 4 anos, sem eletricidade, água e com a população sendo massacrada todos os dias. Estima-se em 14 mil o número de mortos na cidade durante o cerco de aproximadamente 1400 dias, o que dá uma média de 10 mortos por dia (o Brasil tem 140 por dia e a cidade de São Paulo tem 3 homicídios por dia atualmente). Uma área neutra controlada pela ONU estava situada perto do aeroporto, porém mesmo assim era difícil encontrar alimentos e água. Túneis foram cavados pela população para que pudessem tanto fugir quanto ter acesso à armas e comida. Uma das cenas mais chocantes ocorria na principal avenida da cidade (conhecida agora como Sniper alley) na qual atiradores sérvios localizados nas montanhas próximas matavam e feriam qualquer um que se atrevesse a cruzá-la de dia e de noite. Estima-se que 60 crianças foram mortas no local durante o cerco. Não foi de fato uma guerra, mas um genocídio no qual crianças, mulheres e idosos sem qualquer defesa eram mortos em plena luz do dia sem qualquer razão aparente (como ocorre atualmente no Brasil). Após 3 anos sendo aniquilados à vontade, finalmente a ONU/OTAN decidiu intervir, ainda assim, de forma bem morosa. Parece incrível que levaram todo esse tempo para concluir que algo estava muito errado.
Na minha passagem por lá, ainda foi possível perceber os traços da destruição com marcas de balas em diversos edifícios, além de ruínas e escombros em alguns pontos da cidade. No entanto a maior parte de Sarajevo foi reconstruída sendo hoje uma das capitais européias que mais crescem no continente. É incrível que mesmo com todo este trauma sofrido, grupos religiosos bem díspares convivam harmoniosamente. Lá é possível encontrar em uma mesma avenida, igrejas, mesquitas e sinagogas. Não é a toa que sarajevo é conhecida como a Jerusalém Européia, respeitada à devida proporção. Também visitei um dos túneis (foto abaixo) cavados pela população e ainda pude conversar com um caminhoneiro que se arriscou nas montanhas durante a guerra levando fugitivos e trazendo armas e alimentos para a população.
Após 3 dias na capital, fui visitar a famosa cidade de Mostar no sul do país que também sofreu com a guerra. Seu centro histórico foi totalmente reconstruído e declarado patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO em 2005. Mostar é famosa pela Stari Most, a ponte velha que na época (Século XVI) foi o maior arco feito pelo homem, com técnicas de construção ainda desconhecidas. Ela permaneceu no lugar por 427 anos até ser estupidamente destruída pelos sérvios na guerra. Ela foi reconstruída e finalizada em 2004 sendo o cartão postal mais famoso da cidade e muito adorada por poetas e amantes. Ao redor da cidade, montanhas, castelos, rios e cavernas completam o cenário deste agradável local. Se um dia você estiver viajando pelos Balcãs, meu caro ou minha cara, não se esqueça de visitar este país que apesar de guardar traumas de guerra recentes, se reergue e caminha com os próprios pés. Meu próximo destino foi Montenegro.

Lucas Ramalho

bom dia_2012-10-07 11.00.26

bom dia 2012-10-07 11.00.33 bom dia DSCN3772_edit  ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ??????????

??????????   ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? bom dia 20110105_020741 ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ?????????? ??????????

Pela Paz

 Nas frases mais comuns
Está o que não percebemos
Nos dias mais iguais
Está o que não vivemos
 
E assim vamos respirando
E a vida acontecendo
Como um trem em movimento
Que vai se movimentando

 

Tentamos agarrar tudo pela ar
E tudo se desfaz como a bruma da manhã
Quero uma cabeça sã
E uma casa pra morar
Lá na mata que vai longe
E que ninguém pode chegar
Porque eu posso estar por lá
E também estar além
 
Quem disse que alguém
É só um corpo um só lugar
Onde está meu coração
O seu também pode estar
 
E aquilo que é nosso
Ninguém pode roubar
Vão se as jóias, vai se o ouro
Fica o meu e o teu olhar
 
Este é meu tesouro
Juntos não vamos parar
E este trem vai nos levando
Neste dia tão igual
Para um destino inesperado
Açúcar, gelo e sal!

Lucas Ramalho

Anúncios